Esporte

Bicampeã olímpica é condenada a 9 anos de prisão

Foto: Reprodução CNN

Britney Griner foi condenada a prisão pelo porte de óleo de haxixe

Publicado em 04/08/2022, às 15h04    Foto: Reprodução CNN    Redação BNews

A bicampeã olímpica (Rio 2016 e Tóquio 2020) de basquete, a norte-americana Brittney Griner, foi condenada a 9 anos de prisão na Rússia, após ser detida no Aeroporto Internacional Sheremetievo, próximo a Moscou, acusada de carregar cartuchos de óleo de haxixe, substância da cânabis ilegal no país, para serem utilizadas em um cigarro eletrônico.

O caso mobilizou diplomatas do governo americano, e até mesmo o presidente Joe Biden, que em nota oficial chamou a condenação de inaceitável e afirmou que o governo americano “vai continuar a trabalhar incansavelmente” para repatriar a jogadora. Além da pena, Griner terá que pagar uma multa de 1 milhão de rublos, equivalente a R$ 85 mil.

A atleta estava na Rússia para jogar pela liga de basquete feminino do país durante o período fora de temporada dos EUA, algo comum entre as atletas que disputam a liga norte-americana. Com mais de 2 metro de altura, Griner, de 31 anos, joga pelo Phoenix Mercury e é uma das estrelas do basquete feminino do país.

A atleta assumiu diante do tribunal a culpa por levar o óleo de haxixe para o país, mas afirmou que não fez por querer. Ela disse que não sabe como o material chegou em sua bagagem. “Se eu tivesse que dar um palpite, diria que foi porque fiz as malas correndo”, disse. Nos Estados Unidos, ela tem prescrição médica para usar maconha de forma medicinal para tratar de dores crônicas.

Em negociação com o governo russo, Biden ofereceu a troca da liberdade de Griner pela do ex-soldado Paul Whelan, preso em 2018 acusado de espionagem, por Viktor Bout, um traficante de armas preso no país norte-americano.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre