Esporte

Com dinheiro público, deputados querem acompanhar treino da seleção de futebol para Copa do Mundo; assista

Imagem Com dinheiro público, deputados querem acompanhar treino da seleção de futebol para Copa do Mundo; assista

Publicado em 05/08/2022, às 07h37        Redação

Deputados federais aprovaram, nesta quinta-feira (4), a criação de um grupo de trabalho para acompanhar a preparação da Seleção Brasileira de Futebol para a Copa do Mundo. O requerimento foi aprovado em sessão esvaziada por 15 deputados na Comissão de Esporte. O texto propõe a discussão e o monitoramento do planejamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O deputado José Rocha (União-BA) é o autor do documento. Segundo o deputado, os parlamentares vão participar de debates apenas no Brasil, e não irão montar comitiva para acompanhar a Copa no país do Golfo Pérsico.

“É só para acompanhar os trabalhos preparatórios. Dar o suporte ao que for necessário do ponto de vista de legislação, se tiver uma coisa neste sentido. Reunir com a CBF para que seja mostrado o planejamento. Não há previsão para acompanhar a Copa no Catar”, disse Rocha ao jornal O Globo.

Os integrantes do grupo de trabalho ainda serão indicados para acompanhar a amarelinha. Após a aprovação, o deputado Delegado Pablo (União-AM), que presidia a sessão, determinou que a CBF fosse informada da decisão da Câmara.

Para justificar a criação do grupo, José Rocha registrou no requerimento que “o futebol brasileiro vive uma conjuntura delicada no cenário mundial: desde a conquista do pentacampeonato em 2002, o Brasil não chega a uma semifinal da Copa do Mundo. Exceção feita apenas na edição de 2014, em que fomos o país sede e fomos eliminados de forma vexatória pela Alemanha”.

O deputado argumenta ainda que, “desde que conquistamos a Copa”, o Brasil não vence uma seleção europeia nas fases decisivas da competição. “A imagem da seleção está em baixa e, por causa disso, o futebol brasileiro tem se afastado cada vez mais do público. Precisamos então recuperar esse esporte que, além da função social indiscutível que possui, é considerado paixão nacional”.

Classificação Indicativa: Livre