Política

Lídice diz que projeto de Coronel é "descabido e inadmissível"

[Lídice diz que projeto de Coronel é "descabido e inadmissível"]
27 de Fevereiro de 2019 às 19:02 Por: BNews/Arquivo Por: Henrique Brinco

O projeto do senador Angelo Coronel (PSD) que trata das candidaturas femininas na eleição já está dando o que falar. A deputada federal Lídice da Mata (PSB), integrante da mesma base política do parlamentar, classificou como "descabido e inadmissível" o texto protocolado  no Senado Federal que propõe a revogação da cota de 30% das candidaturas de mulheres

Em nota, a parlamentar baiana lembrou que justamente por conta da cota dos 30% que a bancada feminina cresceu 51% na Câmara, atingindo 77 paralamentares. “Foi a campanha com o maior número de candidaturas e de mulheres eleitas na história do Brasil”, afirmou. "O que facilita as candidaturas laranjas é justamente a falta de estímulo e de espaço para as mulheres dentro dos partidos”, completou. 

“Este projeto não condiz com a luta das mulheres no Brasil pelo aumento da participação na política. Estarei à frente da resistência a este retrocesso e não estarei sozinha. Nosso lema é Mais Mulheres na Política”, finalizou.

Em conversa com o BNews, Coronel afirmou que "cota é discriminação e reconhecimento de fraqueza" e que "as mulheres podem se empoderar com participação muito mais ativa e bem além de 30%". Ele explicou também que no interior da Bahia é quase impossível cumprir a lei. "Nas próximas eleições vai ser um laranjal. Não tem condições. O que não pode é o partido ser forçado", pontuou.  

O pessedista explicou ainda que no interior da Bahia é quase impossível cumprir a lei. “Nas próximas eleições vai ser um laranjal. Não tem condições. O que não pode é o partido ser forçado”, pontuou.  

Leia também:
Coronel apresenta projeto para revogar cota de candidaturas femininas

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar