Esporte

Em apresentação no Vitória, Marcelinho afirma: 'Podemos pensar em coisa grande'

[Em apresentação no Vitória, Marcelinho afirma: 'Podemos pensar em coisa grande']
Por: Divulgação / EC Vitória Por: Pevê Araújo / Galáticos Online 0comentários

O meia-atacante Marcelinho foi apresentado oficialmente pelo Vitória na manhã desta sexta-feira (31), na sala de imprensa do Barradão. Em entrevista coletiva, o jogador falou sobre a chegada ao Leão e destacou a expectativa no Campeonato Brasileiro da Série B, que começa para o Rubro-Negro no dia 8 de agosto, diante do Sampaio Corrêa. 

"É uma competição de muita pegada, de muita correria. O meu segundo treino foi hoje e vejo que o nosso elenco tem muita qualidade e a pegada que é necessário na Série B, então acredito que podemos pensar em coisa grande porque temos elenco para isso", disse Marcelinho.

Questionado sobre a posição que ocupa em campo, o atleta afirmou que pretende organizar o meio do Vitória, mas não abre mão de recompor para ajudar na marcação. 

"Eu me considero um meia ofensivo, um organizador que tenta ajudar a equipe nesse ponto. Lógico, recompondo para ajudar ali, mas minha função é um pouco mais ofensiva, ajudando nessa parte de criação do meio de campo ao ataque", afirmou. 

Sem atuar desde o dia 21 de junho, Marcelinho afirmou que ainda não está com a forma física em 100%, mas corre contra o tempo para estar disponível ao técnico Bruno Pivetti na estreia na Série B. 

"De fato, ainda não estou 100%. Não gosto nem de comentar isso na imprensa porque fica como uma desculpa. Se eu tiver no dia 8, vou me dedicar para estar 100% ou bem perto do 100%, mas a partir do momento que eu entrar em campo, eu não quero dar desculpa de parte física ou algo do tipo, se eu entrar é para ajudar e espero ajudar desde o primeiro jogo", destacou o jogador. 

Sobre a relação com Bruno Pivetti, Marcelinho falou sobre a importância de ter um treinador conhecido na readaptação ao futebol brasileiro. 

"Muito tempo longe do Brasil, da família. Eu já tinha esse objetivo de estar retornando ao Brasil e quando surgiu o nome do Vitória, eu realmente fiquei feliz, porque todo jogador que fica muito tempo fora ele precisa de uma readaptação e ter uma pessoa que já te conhece, que já trabalhou com você, isso ajuda muito", falou Marcelinho.

"Não tenha dúvida. Isso é importante para quem está muito longe, quem está muito tempo fora. Ter uma pessoa que já te conhece e conhece seu trabalho, a maneira que você trabalha, isso vai me ajudar muito na readaptação, no entrosamento com o grupo, com o elenco, no rendimento dentro de campo também, isso para mim foi um ponto positivo, além de toda tradição, a camisa, o time que é o Vitória", continuou.

Questionado sobre a relação com Pivetti, Marcelinho rasgou elogios ao treinador e afirmou que conhece o potencial do comandante rubro-negro. 

"Uma relação boa, mas totalmente profissional, com muito respeito. Eu conheço muito bem o potencial do Bruno, sei com quem ele teve escola, um excelente treinador e é uma relação boa, eu confio no trabalho dele, tenho certeza que por ter a indicação, ele confia no meu", finalizou. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas