Famosos

Apresentadora revela que terminou o casamento por falta de sexo e que precisava se virar sozinha; ouça

Reprodução / Instagram

Titi Müller ainda contou que o período do final de gravidez foi que mais influenciou para sua decisão

Publicado em 17/08/2021, às 11h04    Reprodução / Instagram    Redação BNews

Sem papas na língua, Titi Müller soltou o verbo ao ser questionada sobre o motivo do fim do seu casamento com Tomás Bertoni, guitarrista da banda Scalene. A apresentadora do Multishow participou do podcast 'Prazer, Renata', da repórter Renata Ceribelli, e revelou que o término se deu por falta de sexo. "Esse fim está estritamente ligado ao fim da nossa libido enquanto casal".

Leia também
- Apresentadora mostra ao vivo protesto contra Bolsonaro no Rock in Rio; assista
- Vídeo: ao vivo, apresentadora do Multishow diz que em 2022 vai dar PT e gera polêmica


"Eu não considero sexo necessariamente só o que tem penetração. Então, foi um amor lindo que fizemos, que eu considero sexo também”, continuou ela, explicando que dali em diante, as coisas desandaram. “Desde então, a vaca foi para o brejo total, porque eu também tive várias intercorrências na amamentação. Foi um puerpério muito sofrido que a gente foi se ligando cada vez mais como parceiros e amigos”, declarou.

Dando profundidade ao assunto, Titi confessou que em determinado período eles pararam completamente de transar.  “A gente parou de transar. A prioridade era dormir, e a gente começou a dormir em quartos separados. Tenho 34 anos, para mim isso não está mais normal. Não sei quantos anos ainda vou ter de auge. Estou considerando que estou no meu auge. Parei de amamentar e meus hormônios estão ótimos agora. Estou louca para transar. Não estou no melhor momento porque estou na pandemia, mas, assim, vou ficar esperando o cachorro morto ganhar eletrochoque até quando? Ficar 5 anos esperando o negócio voltar. Eu não tenho esse tempo. A vida é agora!”, concluiu.

Durante o bate-papo, a apresentadora contou que precisou se virar sozinha muitas vezes para saciar seu desejo. “Meu último trimestre da gravidez foi no início da pandemia. Eu alternava em surtos de ansiedade com a discotecagem louca ali, ficava horas no quarto tocando altas siriricas, porque fiquei com a libido no teto grávida, inclusive, para estimular meu trabalho de parto, eu
transei”, pontuou.

Acompanhe oBNewstambém nas redes sociais, através doInstagram, doFacebooke doTwitter

Classificação Indicativa: Livre