Famosos

“Eu sempre aceitei e respeitei a decisão deles”, diz Mion sobre Record cobrir tatuagem com camisas longas

Reprodução / Redes Sociais

Publicado em 04/10/2021, às 08h41    Reprodução / Redes Sociais    Redação BNews

O apresentador Marcos Mion, de 42 anos, novo comandante do Caldeirão da Rede Globo, apresentou, neste sábado (02) pela primeira vez um programa de camiseta, mostrando as tatuagens que tem espalhadas pelos braços. 

Apesar de ter sido algo comum para algumas pessoas que já estão acostumadas com os apresentadores da Globo, para Mion, no entanto, foi um avanço. Isso porque ele não podia mostrar a tatuagem de Nossa Senhora que tem no antebraço por conta de a Record ser uma emissora evangélica.

No Twitter, o ‘Mionzeira’ resolveu responder os fãs sobre essa felicidade estranha, porém, boa. “Um assunto reverberou aqui no Twitter mais do que deveria e faço questão de deixar alguns pontos bem explicados, afinal se tem uma coisa que sinto é GRATIDÃO pela Record e não quero que chegue neles uma faísca do Twitter criada por interpretações maldosas de um Tweet meu…”, começou o apresentador.

“Minha saída nunca virou assunto porque o que sinto pela Record é uma gratidão sem fim e todas entrevistas que tentaram me pegar numa aspas que gerasse treta não conseguiram porque sempre faço o lado bom superar qq outra situação. É um exercício diário, em qq situação”, disse.

Apesar das tatuagens, Mion reforçou que é muito grato por tudo que a emissora fez por ele. “Agora, eu não poder usar camiseta por conta da Nossa Senhora que tenho no antebraço é um fato. Não tem amargura ou ingratidão da minha parte! Eu sempre aceitei e respeitei a decisão deles! É uma diretriz da empresa, assim como qq empresa tem suas crenças e pilares. Normal”, falou.

Veja o Tweet completo:

Leia mais: 
Um mês após mudanças na Globo, Huck e Mion vivem situações bem diferentes na emissora
Desempenho de Luciano Huck aos domingos preocupa Globo

Saudade? Globo encerra 'Domingão' com logotipo da época de Faustão e internet não perdoa; veja o err
>> Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre