Geral

Pida nega acusações do Procon

Imagem Pida nega acusações do Procon

Empresa emite nota explicando equivoco do órgão

Publicado em 17/01/2013, às 17h00        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Após o Procon Bahia informar a autuação  da Central de Ingressos do Pida na quarta-feira (16), Paulo Tavares, sócio da empresa de entretenimento, se manifestou por meio de nota e negou as acusações. “O balcão do Piedade não e Balcão Pida já tem cinco anos”, afirma o empresário que aponta como sendo da Central de Ingressos a responsabilidade pelo espaço. Paulo ainda enviou uma copia da notificação emitida pelo Procon onde a empresa não é citada pelo órgão.

O Procon realiza durante o verão a fiscalização das lojas que comercializam abadás e ingressos para camarote em Salvador. Batizada de Operação Carnaval, o trabalho teve início ontem, quando foi autuada na parte da manhã a Central de Ingressos, que funciona no Shopping Piedade. A ação deve se estender até esta sexta (18).

O estabelecimento recebeu a notificação, por cobrar taxa de conveniência na venda presencial de ingressos - prática considerada abusiva. Outra infração identificada foi que a Central de Ingressos estava aceitando cartão de crédito somente em alguns eventos.

Segundo a superintendente do Procon, Gracieli Leal, uma vez que o estabelecimento aceita pagamento com cartão de crédito, a modalidade deverá abranger a compra de todos os produtos comercializados no local, não podendo o estabelecimento limitar essa compra por evento. A Central responderá a processo administrativo, sendo assegurada ampla defesa.

Matéria originalmente publicada às 13h02 do dia 17/01.

Classificação Indicativa: Livre