Cidades

MPF investiga dano ambiental causado por construção de escola de surf em Trancoso

[MPF investiga dano ambiental causado por construção de escola de surf em Trancoso]
14 de Agosto de 2019 às 12:09 Por: Reprodução / Google Street View Por: Redação BNews

O Ministério Público Federal (MPF) vai investigar possíveis danos ambienteis decorrentes de suposta construção irregular de uma escola de surf, na praia de Itapororoca, na Fazenda Itaquena, no distrito de Trancoso, em Porto Seguro, a cerca de 700 km de Salvador. O inquérito civil foi instaurado pela procuradora da República, Bartira de Araújo Góes. As informações estão em uma portaria publicada nesta quarta-feira (14).

Segundo o MPF, a obra é feita no interior de uma Unidade de Conservação Estadual, na APA Caraíva Trancoso, gerida pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). No documento, a representante do órgão federal solicitou ao Inema que faça uma vistoria no local. Além disso, requisitou que seja expedida ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) informações acerca de regularidade da obra.

A procuradora solicitou ainda que, em 30 dias, seja feita perícia, em caráter de urgência, por analista pericial em Biologia, a fim de prestar informações atualizadas acerca de dano ambiental na localidade.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar