Política

Ao BNews, Rui anuncia medidas preventivas em Coronel João Sá após reunião com prefeito

[Ao BNews, Rui anuncia medidas preventivas em Coronel João Sá após reunião com prefeito]
Por: BNews/Vagner Souza Por: Diego Vieira* e Henrique Brinco 0comentários

O governador Rui Costa (PT) visitou o município de Coronel João Sá, nesta sexta-feira (12), que foi fortemente atingindo pela chuva que cai na região, provocando a cheia do Rio do Peixe, o rompimento da barragem Quati e grandes prejuízos para a população local e também da cidade de Pedro Alexandre, na região nordeste do estado. O BNews está na cidade acompanhando de perto toda a situação. 

Leia também:
Rui diz que barragem rompida era pequena: "O que houve foi perda material"

O gestor estadual estava acompanhado do secretário de infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, e do secretário de saúde, Fábio Vilas Boas, o governador visitou as ruas afetadas, conversou com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Francisco Teles, e se reuniu com o prefeito de Coronel João Sá, Carlos Sobral.

"São [tomadas] várias medidas preventivas, mas o mais urgente é evitar que pessoas sejam acidentadas. Então, todas as medidas para prevenir qualquer tipo de acidente com as pessoas. Depois a gente vê reparos e danos nas casas. De imediato, até a chuva parar, a nossa preocupação não pode ser outra senão preservar vidas humanas. Todas as outras questões vamos ver depois de a chuva parar, aí sim vamos ver o que vamos fazer de estradas, recuperação de casas, pessoas desabrigadas e tentar ajudar as pessoas a comprar o seu mobiliário", declara em entrevista ao BNews.

Rui insistiu na tese de que a barragem é pequena. "Só quero insistir no que estou explicando para vocês. Evidente que, quando você chama de barragem, você imagina... Uma TV hoje até ficou mostrando a imagem da barragem de Gasparino e depois mostrou a outra imagem da barragem [de Quati] rompida, como se Gasparino tivesse rompido. Gasparino é uma barragem no sentido completo da palavra. Essas outras são barramentos".

Ele também voltou a falar do "efeito cascata" causado pelos pequenos barramentos criados por produtores ribeirinhos, que teriam impulsionado a força da água. "O problema que estamos identificando nessa chuva são pequenas barragens construídas por pessoas privadas em série. Na hora que rompe uma, você cria uma onda de água que arrasta tudo pela frente. Conversamos sobre medidas que podem ser tomadas após a chuva. Mas, nesse momento, vamos nos concentrar no trabalho de prevenção", destaca.

De acordo com o prefeito Carlos Sobral, foi decretado estado de emergência na cidade, que já estava em estado de emergência por conta da estiagem. De acordo com o Corpo de Bombeiros, aproximadamente 500 famílias desalojadas foram encaminhas para escolas e ginásio de esportes.

*O repórter faz cobertura direto de Coronel João Sá.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas