Brasil

Criminalização da homofobia não é consenso e julgamento no STF pode ser adiado

[Criminalização da homofobia não é consenso e julgamento no STF pode ser adiado]
14 de Fevereiro de 2019 às 07:21 Por: Marina Garcia/Folhapress Por: Redação BNews0comentários

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a discutir a criminalização da homofobia sem consenso entre os magistrados —embora a tendência seja a de aprovar a ideia. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo.

Segundo a publicação, um grupo de ministros, no entanto, prefere deixar o assunto para o Congresso resolver, evitando, assim, mais um mal-estar com parte dos parlamentares. É esperado que um dos ministros peça vista, ou seja, um prazo maior para analisar as propostas.

Ainda de acordo com o jornal, a expectativa é que o ministro Celso de Mello abra o painel votando a favor da criminalização. Por ser o decano e um dos mais respeitados magistrados do STF, a posição dele poderia inibir movimentos para protelar a decisão sobre o assunto, esperam os defensores da ideia.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas