Justiça

Desembargadora vira ré no STJ após queixa-crime do baiano Jean Wyllys

[Desembargadora vira ré no STJ após queixa-crime do baiano Jean Wyllys]
15 de Maio de 2019 às 17:47 Por: BNews/Arquivo Por: Henrique Brinco0comentários

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu, nesta quarta-feira (15), a queixa-crime por injúria apresentada pelo ex-deputado federal baiano Jean Wyllys (PSOL-RJ) contra a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).

 A queixa-crime é a peça inicial da ação penal privada, movida por iniciativa da própria vítima, e não do Ministério Público. Segundo a relatora Nancy Andrighi, o ex-deputado conseguiu demonstrar indícios de que a desembargadora buscou lesar a sua honra.

Jean Wyllys entrou com a queixa-crime em março de 2018, ao tomar conhecimento de uma postagem da desembargadora no Facebook, na qual ela teria sugerido um “paredão profilático” para o parlamentar, “embora não valha a bala que o mate e o pano que limparia a lambança”.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas