Justiça

Ex-presidente da Odebrecht continuará sendo julgado em Curitiba

[Ex-presidente da Odebrecht continuará sendo julgado em Curitiba]
13 de Agosto de 2019 às 19:44 Por: Arquivo Por: Redação BNews 0comentários

O juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, rejeitou pedido feito pela defesa de Newton de Souza, ex-presidente da Odebrecht, para que sua ação penal fosse transferida para a Justiça Eleitoral. A informação é da coluna Radar, da revista "Veja".

A ação penal é baseada nas delações de Marcelo Odebrecht e dos marqueteiros Mônica Moura e João Santana. Souza é investigado pela Lava-Jato pelo suposto repasse de R$ 50 milhões da Odebrecht para o PT, através de contas bancárias administradas por Antonio Palocci e Guido Mantega.

 “Com base nesses elementos, a denúncia associa fundos da conta corrente de propinas do Partido dos Trabalhadores com a Odebrecht a acertos de corrupção, dentre os quais os relacionados a contratos da Petrobrás”, escreveu o magistrado.

“Se essa tese é correta ou não, é uma questão de prova e que não pode ser definida antes do julgamento da ação penal e muito menos pode ser avaliada em exceção de incompetência”, concluiu o juiz.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas