Justiça

La Vue: em depoimento ao TRF1, Geddel chora e nega ter ameaçado Marcelo Calero

[La Vue: em depoimento ao TRF1, Geddel chora e nega ter ameaçado Marcelo Calero]
Por: Agência Brasil Por: Yasmin Garrido 0comentários

O ex-ministro Geddel Vieira Lima prestou depoimento, nesta quinta-feira (7), junto a Seção Judiciária do Distrito Federal (SJDF), e se defendeu das acusações de ameaçar o ex-ministro da Marcelo Calero para liberar as obras do edifício La Vue, empreendimento de luxo em Salvador. 

O emedebista afirmou que tem se deparado com uma "série de inverdades" sobre o tema e que, ao propor a ação, Marcelo Calero "faltou com a verdade" porque a conversa entre os dois foi "transparente" e "clara".

"Eu tratei com o senhor Calero que havia um problema e para buscar uma solução. A solução veio negativa. Se eu tivesse pressionado alguém, lógico seria que eu me dirigisse direto a presidente do Iphan", disse.

Além de Geddel, o ex-presidente Michel Temer também foi chamado a depor, uma vez que as tratativas aconteceram ao longo de seu mandato. Assim como o baiano, ele negou ter pressionado Calero na liberação do empreendimento.

A denúncia foi proposta em novembro de 2016, quando Marcelo Calero, já fora do governo, disse à Polícia Federal que Temer e Geddel o teriam ameaçado para liberar a obra, que estava embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão subordinado ao ministério.

À época, o então porta-voz de Temer, Alexandre Parola, declarou que o presidente havia procurado o ministro da Cultura para tentar resolver o "impasse" que envolvia Geddel, não para pressioná-lo.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas