Justiça

Esposa de suspeito de matar Moa do Katendê nega comportamento agressivo do marido

[Esposa de suspeito de matar Moa do Katendê nega comportamento agressivo do marido]
Por: Rede Brasil de Festival Por: Redação BNews 0comentários

Em depoimento no júri popular que decidirá o desfecho do caso do mestre de capoeira, Moa do Katendê, a esposa do réu, Taiana Santos, afirmou que o marido não tem comportamento agressivo, no entanto, no dia do assassinato estava “transtornado e eufórico”. 

“Ele chegou em casa e só falava que não era ‘vi*do’, nem otário. Repetia sem parar, ele entrou rapidamente em casa de uma forma anormal, pegou uma faca e saiu, não deu nem tempo de me arrumar para ir atrás dele, quando iria sair, ele voltou todo ensanguentado falando que tinha se metido em uma briga, logo após a polícia apareceu atrás dele”, disse Taiana. 

Informações constam que Paulo Sérgio e Moa do Katendê haviam discutido por política, nesse tempo, Moa o intitulou como “besta” e “homossexual” de uma forma pejorativa para demonstrar a indignação pela escolha política de Paulo. 

Taiana ainda reforçou na sua fala que o marido “é tranquilo, nunca a agrediu e sempre foi um bom pai”. 

Paulo Sérgio está preso preventivamente desde a ocorrência do crime e será submetido a júri pelo crime de homicídio, nas modalidades consumada e tentada. Inicialmente, a sessão de julgamento foi marcada para o dia 11 de setembro, mas precisou ser adiada a pedido do réu.

Por diversas vezes, ao longo da tramitação da ação penal, a defesa de Paulo Sérgio solicitou a liberdade provisória, em substituição à prisão preventiva, o que foi sempre negado pela Justiça.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas