Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Privacidade para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Governador é afastado do cargo pelo STJ e ex-candidato a presidente da República é preso 

[Governador é afastado do cargo pelo STJ e ex-candidato a presidente da República é preso ]
Por: Divulgação / PF Por: Redação BNews 0comentários

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), deve ser afastado do cargo após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que determinou a medida. A informação é desta sexta-feira (28).  O vice, Cláudio Castro, assume o governo do RJ.

O afastamento ocorre em função das investigações da Operação Placebo, deflagrada em maio, e da também delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde.

De acordo com o G1, o ex-candidato a presidente da República em 2014, Pastor Everaldo, presidente do PSC, foi preso. Também há mandado de prisão contra o secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão. 

Desde das 6h20 que viaturas das Polícia Federal estavam no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governo, para notificar Witzel. 

A Operação Placebo, segundo a PF, apura indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (Covid-19), no Estado do Rio de Janeiro.

Em nota, a equipe de comunicação do Pastor Everaldo, preso na operação, afirmou: "O Pastor Everaldo sempre esteve à disposição de todas as autoridades e reitera a confiança na Justiça".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas