Polícia

Mulheres Negras: Major Denice Santiago relembra quebra de ciclo de 165 anos da PM composta apenas por homens

[Mulheres Negras: Major Denice Santiago relembra quebra de ciclo de 165 anos da PM composta apenas por homens ]
12 de Setembro de 2019 às 17:26 Por: Reprodução/ YouTube Por: Yasmim Barreto 0comentários

Há 29 anos na Polícia Militar da Bahia (PM-BA), a major Denice Santiago, fundadora da Ronda Maria da Penha, faz parte da primeira formação de mulheres na corporação. Denice Santiago quebrou um ciclo da PM-BA que por 165 anos só era composto por homens. 

‘’Hoje temos oito mulheres comandando unidades da Polícia Militar (PM-BA), outras tantas vão começar a chegar. Nós sofremos, claro, essa discriminação, esse sexismo, relacionado ao nosso gênero, tanto pelo público civil, que não conhece, como o público militar, mas ao longo desses 29 anos nós estamos mudando a perspectiva de uma corporação que viveu 165 anos apenas com homens no seu quadro. Nós mulheres podemos estar e sermos o que nós quisermos, acredito que temos feito isso’’.

Durante a série de entrevistas do BNews, Mulheres Negras, a major Denice também ressaltou a importância de inspirar meninas negras e periféricas com o seu trabalho: ‘’tem muitas meninas negras, como eu, que estão nascendo e crescendo na periferia, que estão me vendo e podem olhar e falar que também podem’’. 

Além disso, a comandante da Ronda Maria da Penha falou quem é ‘Denice Santiago’ quando está sem a farda da PM.

'’Aqui na ronda por vezes eu sou mais mãe do que comandante dos meus comandados e as vezes em casa eu sou mais comandante de meu filho, de meu marido, e no final a gente acaba fazendo com que esses papeis se entrelacem’’. 

Assista a entrevista completa: 


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas