Mundo

Ucrânia revela que perdeu de 50% do seu equipamento militar na guerra

Ministério da Defesa Ucraniano

Exército do país tem pedido para que outros países enviem armamentos a fim de ajudar país na guerra

Publicado em 18/06/2022, às 14h33    Ministério da Defesa Ucraniano    Redação BNews

O exército ucraniano admitiu, em entrevista a uma revista estadunidense publicada na últuma quarta-feira (15), através de um general do alto escalão, que sofreu grandes perdas materiais desde o início da guerra com a Rússia. Ele, que é responsável pela logística das forças terrestres, revelou que quase 50% do equipamento militar do país foi perdido em confrontos nos últimos meses.

“Até hoje, perdemos aproximadamente entre 30% e 40%, às vezes até 50% do equipamento como resultado do combate ativo”, contou Volodimir Karpenko, general de brigada, em entrevista à National Defense.

O general detalhou que cerca de 1,3 mil veículos de combate de infantaria, 400 tanques e 700 sistemas de artilharia das Forças Armadas ucranianas foram perdidos. Ele ainda disse que essa era uma estimativa feita com base na linha de frente e intensidade do conflito. Na mesma entrevista, Karpenko reforçou pedido de ajuda para o envio de mais armamentos ao país.

Leia também:

“Nós recebemos um grande número de sistema de armas, mas que só cobriu de 10% a 15% de nossa demanda. A guerra que estamos vendo agora na Ucrânia ocorreu pela última vez em 1945 quando o mundo ganhou o mal”, acrescentou.

A Ucrânia pede o envio de armas desde que a invasão pela Rússia começou, em 24 de fevereiro. Vários países se comprometeram a ajudar, como os Estados Unidos, que prometeram recentemente enviar sistemas de mísseis de médio alcance de alta tecnologia, cujos lançadores integram um novo pacote americano de ajuda no valor de 700 milhões de dólares. A ação deve incluir também helicópteros, sistemas de armas antitanque, peças de reposição, veículos táticos, entre outros.

Além disso, Alemanha, Canadá, Dinamarca, França, Polônia e Reino Unido, por exemplo, também já forneceram ou planejam enviar armas à Ucrânia.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre