BNews Pet

Estudo encontra anticorpos contra o coronavírus em animais de rua

[Estudo encontra anticorpos contra o coronavírus em animais de rua]
03 de Maio de 2021 às 08:03 Por: Toninho Tavares/Agência Brasília Por: Redação BNews

Um estudo liderado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou anticorpos contra o novo coronavírus em um gato e um cachorro de rua do Rio de Janeiro. Ou seja, os animais foram expostos ao Sars-CoV-2, desenvolvendo resposta imune contra o patógeno.

O estudo publicado na revista científica internacional Plos One foi realizado pelos Laboratórios de Imunologia Viral, de Mosquitos Transmissores de Hematozoários, de Morfologia e Morfogênese Viral e de Vírus Respiratórios e do Sarampo do IOC, em parceria com a Universidade Texas A&M, nos Estados Unidos, e a Clínica Veterinária Animal Help, no Rio de Janeiro.

Para os pesquisadores, o resultado do novo trabalho reforça as evidências sobre a exposição de bichos ao novo coronavírus durante a pandemia. “Os resultados atuais estão de acordo com as pesquisas anteriores que sugerem a transmissão humano-animal do Sars-CoV-2. Por essa razão, a investigação em populações animais, através de uma abordagem de Saúde Única, é necessária e deve ser encorajada”, dizem os cientistas no artigo, ressaltando que não existem evidências de transmissão da Covid-19 para os seres humanos a partir de cães e gatos. 

“Reforçamos que qualquer tentativa de abandonar ou maltratar os animais é condenável e não se justifica”, enfatizam.

Com o objetivo de fazer um levantamento das infecções em animais durante a pandemia, os cientistas analisaram amostras de bichos levados a duas clínicas veterinárias do Rio de Janeiro entre junho e agosto de 2020. No total, 96 animais foram examinados, sendo 49 gatos e 47 cachorros. A investigação contemplou bichos de estimação que viviam em casas com e sem registros de casos de covid-19 e animais de rua recém acolhidos por organizações não governamentais.

A equipe encontrou anticorpos neutralizantes específicos para Sars-CoV-2 no soro de um gato e um cachorro de rua através do teste de neutralização por redução de placa (conhecido pela sigla em inglês PRNT90), uma metodologia de ensaio sorológico altamente específica. Também foram feitos exames de PCR, que detectam o genoma do Sars-CoV-2, apontando a infecção em curso. Neste caso, os testes foram realizados em amostras de swab orofaríngeo e anal. Porém, nenhum animal apresentou resultado positivo.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar