BNews Pet

Mais de 1 mil espécies de animais estão com risco de extinção no Brasil; veja lista

[Mais de 1 mil espécies de animais estão com risco de extinção no Brasil; veja lista]
04 de Maio de 2021 às 08:27 Por: Divulgação / Icmbio / Adriano Gambarini Por: Redação BNews

Mais mil espécies de animais estão com risco de extinção no Brasil, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Entre os animais que integram a lista estão o mico-leão-dourado, tamanduá-bandeira, lobo-guará e onça-pintada.

Para classificar o nível do perigo de extinção dos animais, o ICMBio adotou o padrão usado pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN). O órgão separa em três grandes categorias compostas de outras subcategorias:

  • Extinto: extinto da natureza;
  • Ameaçada: vulnerável, em perigo e criticamente ameaçada;
  • Baixo risco: dependente de conservação, quase ameaçada, pouco preocupante.

Segundo o ICMBio, entre os animais estão 110 mamíferos, 234 aves, 80 repteis, 41 anfíbios, 353 peixes ósseos (310 água doce e 43 marinhos), 55 peixes cartilaginosos (54 marinhos e 1 água doce), 1 peixe-bruxa e 299 invertebrados. São, no total, 448 espécies Vulneráveis (VU), 406 Em Perigo (EN), 318 Criticamente em Perigo (CR) e 1 Extinta na Natureza (EW).

Leia também
Aprenda como cortar as unhas do seu cachorro ou gato em casa; veja vídeo
Quer dar um rolé no shopping? Então cola aqui para pegar as dicas do Cãolunista do BNews
Menina faz arara dormir em seu colo com canção de ninar; assista
Cobra de estimação: Entenda as particularidades que a criação desse animal exótico exige

Animais ameaçados de extinção são aqueles que correm risco de desaparecer de maneira definitiva do nosso planeta. Esse processo é relativamente comum na natureza, no entanto, atualmente, a extinção de algumas espécies tem sido intensificada pelo homem.

Ainda segundo o órgão ambiental, tráfico de animais, queimadas, desmatamento, construção de hidrelétricas, poluição e caça predatória são os principais motivos que levam o Brasil a ter altos números de animais em extinção. 

Neste cenário, o ICMBio afirma que se volta para as estratégias de conservação, com a missão de combater as ameaças e reduzir o risco de extinção das espécies visando retirá-las da lista vermelha, evitar que as espécies Quase Ameaçadas (NT) entrem na lista e buscando conhecer melhor a situação das espécies consideradas com Dados Insuficientes (DD).

Veja as duas listas dos 1.173 animais em extinção:
Portaria MMA nº 444, de 17 de dezembro de 2014 (espécies terrestres e mamíferos aquáticos): 698 táxons.
Portaria MMA nº 445, de 17 de dezembro de 2014 (peixes e invertebrados aquáticos): 475 táxons.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar