BNews Pet

Vítima de maus-tratos, cão é encontrado morto em apartamento no 2 de Julho; outros três correm risco de morte

[Vítima de maus-tratos, cão é encontrado morto em apartamento no 2 de Julho; outros três correm risco de morte]
22 de Maio de 2021 às 17:18 Por: Reprodução Por: Márcia Guimarães

Um cachorro foi encontrado morto e outros três em condições precárias, neste sábado (22), em uma residência no bairro Dois de Julho, em Salvador. Policiais militares estiveram no local após uma denúncia e confirmaram os maus-tratos. Uma mulher que estava na casa foi conduzida à Central de Flagrantes para prestar depoimento; a dona do apartamento ainda não foi localizada. 

Um vídeo feito pelo denunciante mostra um dos animais estirado no chão, já sem vida, e poças de sangue espalhadas pelo local. Os outros cachorros estão muito doentes e correm risco de morte. Eles serão levados para uma clínica veterinária.

O Comandante Emerson França, do Corpo de Bombeiros de Emergências Públicas - Brigada K9, afirmou ao BNews que os animais estão sangrando pelo ânus e testemunhas acreditam que a dona deu sedativos para que eles não latissem à noite e, como eles estavam muito mal alimentados e malcuidados, os medicamentos podem ter causado a hemorragia. Outra hipótese levantada é o uso de veneno.

A equipe da Brigada K9 só pode ir ao local após um denunciante fazer o Boletim de Ocorrência, o que aconteceu hoje. França contou que a delegada responsável solicitou o apoio de sua equipe e serão colhidas evidências, além da realização de perícia no local para que o material seja encaminhado ao Ministério Público. 

Ele reclama que a Justiça tem sido conivente com os autores de maus-tratos aos animais e é preciso se munir de diversas provas para não deixar que os casos acabem arquivados e os bichinhos retornem aos seus donos. Outro problema apontado pelo bombeiro é a omissão da prefeitura de Salvador e do governo do estado.

“Quando resgatamos esses animais, o abrigo deles fica por nossa conta, sendo que isso é de responsabilidade da saúde pública. O secretário municipal da Saúde, Leo Prates, só marca reunião e não faz nada. Salvador não tem abrigo público para animais, não tem equipe responsável para retirada de animais agressivos quando seus donos morrem, não há contrapartida da prefeitura para a alimentação, remédios e assistência veterinária desses animais. A prefeitura só faz prometer”, critica França.

Ele destaca que a gestão municipal tem a Diretoria de Bem-estar Animais, mas que fica apenas no papel, não atua. “Tem o nosso nome publicado lá no Diário Oficial e não recebemos nenhum dinheiro ainda para pelo menos arcar com o combustível para as viaturas, ração e remédios para os animais apreendidos. Só conseguimos continuar por causa da ajuda dos protetores, da sociedade”, acrescentou.

A Secretaria Municipal da Saúde foi procurada, mas ainda não se pronunciou.

O cidadão que quiser denunciar maus-tratos a animais pode ligar para o Disk Denúncia, através do (71) 3235-0000, ou para a Brigada K9, no (71) 98846-8742. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar