BNews Pet

Cãolunista explica o porquê você não deve deixar seu cachorro sozinho durante as férias da família

[Cãolunista explica o porquê você não deve deixar seu cachorro sozinho durante as férias da família]
28 de Maio de 2021 às 05:55 Por: Arquivo Pessoal Por: Oreo, o Cãolunista

Genteeeee, voltei! E vim hoje falar sobre um assunto muito chato e que tem me incomodado bastante: o uivo do meu amigo do apartamento de cima. Ele está sozinho. O dono dele viajou e meu amigo está completamente sozinho dentro do apartamento. O porteiro até leva ele na rua e tal, mas isso não adianta. Ele está sofrendo muito e eu consigo sentir isso só no uivar dele.

Antes de mais nada, pessoal, é importante explicar que o uivo de um cachorro é caracterizado, segundo o dicionário Oxford, pela “voz triste e aguda de canídeos”, que são os cães, raposas e lobos. Além disso, esse barulho representa um “grito alto de dor ou tristeza” dos animais.

Meu amiguinho está triste e sofrendo e eu não posso fazer nada, além de alertar vocês, humanos, sobre a importância de não deixar o seu cão sozinho em casa por muito tempo. Não me refiro aqui a situações que envolvam sair para trabalhar. Isso é comum e o seu cachorro tem de aprender a se comportar na sua ausência. Mas, vários dias completamente sozinho já é algo bem diferente.

Também entendo que nem sempre a gente, que é cachorro, pode viajar junto com vocês, humanos. Sei que isso é bastante complicado, além de custar bastante dinheiro, muitas vezes. Mas, é importante saber que, se você escolheu ter um animal de estimação, precisa ter alternativas para esses momentos de férias familiares em que ele não possa ir junto.

Ah, Oreo, mas hospedar cachorro em hotel é uma opção muito cara. Ok! Eu concordo que nem sempre é possível ter essa grana extra. Mas, você, humano, deveria ter pensado nisso antes de ter o seu pet. Outra alternativa é buscar algum amigo ou familiar que possa ficar com o animal - de livre e espontânea vontade. Seu cachorro vai sentir saudade de você? Claro. Mas, ele estará amparado, em companhia de outras pessoas.

Se não encontrar ninguém, existem serviços de pet sitter - que nada mais é do que uma babá de cachorro. Ela não vai ficar dia e noite em sua casa com o seu animal, mas vai passar lá todos os dias para brincar com ele, controlar água e ração, levá-lo para passear, além de manter a casa higienizada. Tem também a opção de uma passeadora de cachorros, chamada de dog walker (que chic, eu sei falar inglês!!).

É muito importante, humano, que você entenda, de uma vez por todas, que o cachorro não pode ficar vários dias sozinho. A solidão é danosa e esses danos podem ser, muitas vezes, irreparáveis. Vou te explicar!! Por mais que seu pet esteja acostumado a ficar sozinho ao longo do dia, enquanto você trabalha, essa é a rotina dele, mas ele sabe que você vai chegar. Fica sozinho algumas horas, apenas. 

Nós cachorros somos animais extremamente sociáveis, dependentes e que gostamos de companhia o tempo todo, por isso a solidão é algo problemático. Eu mesmo, quando meus humanos saem por algumas horas, recebo eles, na volta, com pingos de xixi de tanta felicidade. Quando eu era filhote, o xixi era em maior quantidade e eles já traziam um pano para cobrir o meu pintinho e evitar sujar tudo. Hoje, estou mais controlado e maduro!!

Deixar um cachorro muito tempo isolado aumentam as chances de ele desenvolver problemas comportamentais, como ansiedade de separação, estresse, pânico e mutilações. A médica veterinária Anna Carolina Massenzi afirmou que um peludo que fica muito tempo sozinho pode desenvolver problemas de saúde.

O seu pet, humano, vai acabar fazendo sabe o quê? Destruindo os móveis, fazendo as xixi e  cocô em local inadequado, latindo muito, uivando, se ferindo ao raspar as unhas na porta, mordendo as patas. E isso são os efeitos mais brandos da solidão. Se assustou?? Prepara porque tem mais…

“O cão pode apresentar alterações comportamentais, como agitação, ansiedade e estresse e esse tipo de situação leva a problemas como feridas por lambidas excessivas, latidos e baixa imunidade, o que pode acarretar outras complicações”, afirmou a especialista.

Em situações mais graves, humanos, os sintomas causados pelo isolamento do animal podem ser permanentes e irreversíveis, fazendo com que vocês tenham gastos ainda maiores com tratamentos medicamentosos e auxílio de profissionais para amenizar os efeitos dessa solidão. 

Entendeu, minha gente?! O seu animal depende de você! Não deixe ele sozinho nem mais de um dia sequer. Por favor!! Ouçam as dicas do Cãolunista, porque eu tenho lugar de fala, viu?! Se precisar passar horas ausente, não deixe o animal em ambientes muito pequenos; deixe ele em uma área iluminada e ventilada; forneça a quantidade ideal de ração e água (mais de um dispenser, caso ele derrube algum); por fim, disponibilize ao pet brinquedos que possam distraí-lo enquanto ele estiver sozinho.

Agora, se for passar mais de um dia fora de casa, tenha muito cuidado!! Não faça seu amigo pet sofrer. Veja uma forma de deixá-lo assistido, caso ele não possa te acompanhar no passeio prolongado. E quanto ao pai humano desse meu amigo que está sofrendo no andar de cima: DA PRÓXIMA, OREO VAI ROSNAR PRA VOCÊ!!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar