Polícia

Após ataques, ônibus não entram em Valéria nesta segunda

[Após ataques, ônibus não entram em Valéria nesta segunda]
22 de Dezembro de 2014 às 08:39 Por: Leitor do Bocão News Por: Adelia Felix (Twitter: @adelia_felix)
O clima ainda é de tensão no bairro de Valéria, em Salvador. No último sábado (20), quatro ônibus foram incendiados na localidade.  Segundo a polícia, os ataques aconteceram depois que um grupo retornou do sepultamento de um traficante, identificado como Ronaldo Ferreira dos Santos, braço direito de um dos líderes do tráfico o bairro, conhecido como ‘Roceirinho’. Ao Bocão News, populares afirmaram que Ronaldo estava desaparecido há 12 dias, e o corpo dele foi encontrado com marcas de violência.
 
Na manhã desta segunda-feira (22), os ônibus não entram no bairro, e por medo de retaliação, os moradores preferem não falar sobre o assunto. Em conversa com a reportagem, o coordenador de Comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, afirmou que os atos de vandalismo que aconteceram no final de semana deixaram a “categoria apavorada”.
 
“Os trabalhadores ficaram desamparados nesse quesito de segurança. Eu ainda não sei qual é o quadro de hoje pela manhã. Mas como é que a gente tem segurança onde o estado não está presente? Graças a Deus, nenhum rodoviário e nenhum usuário do transporte ficaram feridos”, contou. 
 
Ainda durante conversa, Mota afirmou que chegou a alertar o comando geral da Polícia Militar da Bahia e a Secretaria da Segurança Pública sobre os ataques. “Aconteceram muitos assaltos e já teve motorista baleado. A gente queria uma solução para esses episódios de violência que vêm acontecendo com os trabalhadores. Mandamos bem antes desses ataques”.
 
Após os atos de violência que aconteceram nos bairros de Pernambués e Valéria, em Salvador, no sábado (21), a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) enviou nota ao Bocão News informando que "foi determinado o imediato reforço policial nessas localidades". 
 
Ainda segundo o esclarecimento, "policias militares do Batalhão de Choque e da Operação Gêmeos reforçam a segurança nessas áreas, enquanto policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Superintendência de Inteligência (SI) estão em campo para identificar e prender os responsáveis pelos atos de vandalismo".  A SSP informa também que todas as providências estão sendo tomadas, e que não há motivo para paralisação do serviço de transporte na cidade.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar