Polícia

Mulher morta por PM no Trobogy é enterrada em Sergipe

Em nota, corporação informou que autor do crime continua foragido

Publicado em 09/01/2016, às 18h41        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Apartamento 002, do Edifício Manajé,  onde ocorreu o crime

O corpo da estudante de Direito, Ekelânia Faro de Menezes, 29 anos, morta com um tiro no pescoço disparado pelo policial militar, Edson dos Santos Trindade, 37, na madrugada de sexta-feira (8), foi enterrado nesta tarde no Cemitério Municipal de Itabaiana, em Sergipe.

Apesar das informações preliminares apontarem que os dois eram namorados, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que os dois eram colegas de faculdade. Ao jornal Correio, a irmã da vítima também negou que a estudante tivesse relacionamento amoroso com o policial.

Segundo ela, os dois se conheceram na faculdade de Direito e que Edson ajudava a estudante por conta das ações violentas do ex-marido, com que estava em processo de divórcio, mas a relação entre os dois era apenas de amizade. Segundo informações da PM, o autor do crime continua foragido. 

Notícia relacionada:

Mulher morre durante briga com namorado policial no Trobogy

Foto: Reprodução // Bruno Wendel / Correio

Classificação Indicativa: Livre