Polícia

Visitante tenta entrar com fumo preso às pernas na Cadeia Pública de Salvador

[Visitante tenta entrar com fumo preso às pernas na Cadeia Pública de Salvador]
29 de Maio de 2017 às 21:17 Por: Reprodução Por: Redação BNews

Agentes penitenciários interceptaram a entrada de um visitante na Cadeia Pública de Salvador, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, que tentou entregar pacotes de fumo desfiado e outros materiais proibidos, na manhã desta segunda-feira (29). Os objetos estavam amarrados nas panturrilhas do homem, que é apontado como pai do interno que receberia os materiais. O volume na perna do homem chamou atenção dos agentes. 

Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb), não existe puniçãoa altura para coibir a entrada de materiais ilícitos e proibidos. Segundo os agentes penitenciários, quando os materiais encontrado são ilícitos, a exemplo de entorpecentes e armas de fogo, as pessoas são conduzidas a uma delegacia, porém quando são armas brancas, aparelhos celulares e outros itens proibidos no sistema prisional, as pessoas que tentam entrar com tais objetos, não são se quer conduzidas a uma delegacia, pois neste caso, não estão infringindo o Código Penal. No máximo elas têm a visita suspensa por um período.

A revista corporal em visitantes foi suspensa há aproximadamente dois anos no sistema prisional baiano. Segundo o Sinspeb, tal medida foi adotada sem adquirir escaners e outros recursos que possam identificar a entrada de materiais ilícitos e proibidos. Com isso, segundo o sindicato, a quantidade de visitantes que entram com drogas, armas, celulares e outros, aumentou consideravelmente. Os agentes relatam que estes objetos estão circulando cada vez mais dentro das celas e corredores dos presídios.  

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar