Polícia

Sete presos morrem durante rebelião em Altamira

[Sete presos morrem durante rebelião em Altamira ]
18 de Setembro de 2018 às 18:07 Por: Divulgação/WhatsApp Por: Redação BNews

Após rebelião no Centro de Recuperação de Altamira, região do sudoeste do Pará, sete detentos foram mortos, sendo seis deles por outros presos e um carbonizado. Os outros três ficaram feridos e foram levados para Unidade de Pronto Atendimento do município. Ainda não há informações sobre fuga de detentos.

Na madrugada desta terça-feira (18), por volta das 01h30, quando um grupo de 16 presos da cela 3, do bloco A, tentou fugir pela janela de ventilação do presídio, cerca de 120 detentos deram início a rebelião. A situação foi controlada com apoio da Polícia por volta das 09h40, quando os presos se entregaram.

Os detentos disseram que estão insatisfeitos com o tratamento dado na unidade e reivindicaram celeridade na análise dos processos penais pela Justiça.

Eles queimaram a sala do gerador de energia e incendiaram a ala onde ficam os presos do regime semiaberto, a administração e parte da cozinha. Segundo a Susipe, parte das celas e grades, além da enfermaria e secretaria, foram depredadas.

A Polícia Militar informou que reforçou a segurança na parte externa do presídio. O Corpo de Bombeiros controlou as chamas por volta das 4h.

A Susipe informou ao G1 que realiza recontagem e revista, com a apoio de policiais do Comando de Operações Especiais (COE) da PM que se deslocaram de Belém até Altamira.

Os corpos dos detentos mortos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

Ainda de acordo com a Susipe, o presídio tem capacidade para 208 presos, mas abriga 374. Um inquérito policial deve ser aberto para investigar o caso.

 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar