Polícia

"Foi execução", afirmam testemunhas sobre morte de consultor da Vivo

[ "Foi execução", afirmam testemunhas sobre morte de consultor da Vivo]
20 de Setembro de 2018 às 12:58 Por: Reprodução Por: Redação BNews

"Foi execução. Um do policiais, após o carro já ter parado com a batida, foi até a janela do motorista e deu mais dois tiros". A declaração é de uma das testemunhas que presenciou a morte do consultor da Vivo, Márcio Perez Santana, na noite de quarta-feira (20), por volta das 23h, no bairro Jardim Armação, em Salvador.

Uma outra testemunha também confirma o fato. "Vimos tudo. A moça que estava no carro saiu desesperada", relatou. As testemunhas falaram com exclusividade com a Record TV Itapoan, no Programa Balanço Geral.

A Polícia Militar da Bahia (PMBA) informou ao BNews, por meio de nota, que a Corregedoria da corporação vai instaurar um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a ocorrência policial que terminou com a morte de Márcio Perez Santana na noite desta quarta-feira (19), no bairro do Jardim Armação, em Salvador. Uma mulher que acompanhava Márcio no carro ficou ferida. Segundo a polícia, a PM foi acionada após informações de assaltos no bairro do Costa Azul, houve acompanhamento de um veículo suspeito e disparos de arma de fogo.

Consultor da Vivo morre após ser baleado em perseguição policial

A mulher que estava no veículo e que não teve a identidade revelada prestou depoimento na Corregedoria da PMBA na manhã desta quinta (20). De acordo com uma fonte do BNews, a mulher contou a amigos detalhes do que aconteceu. Ela relata que Márcio foi buscá-la no Engenho Velho de Brotas. De lá, foram até o Imbuí comprar temaki. Do Imbuí, seguiram para a casa dele no Jardim Armação. Quando estavam chegando na porta de casa, foram surpreendidos por um carro que parou atrás com gritos de "sai, sai, sai". Márcio teria arrastado o carro achando que era assalto. "Aí os tiros não pararam mais", disse a mulher. "Quando o carro bateu na árvore, eles vieram mandando a gente sair. Me tiraram pela janela do carro. Eu ainda saí com o temaki nas mãos. Ainda falei, 'a gente só foi comprar os temakis, olhem aqui. Vocês estão atirando em pessoas de bem'. A essa altura, Marcio já estava caído dentro do carro", descreve.

Ainda conforme fontes do BNews, a mulher que estava no carro com Márcio é ex-esposa de um PM. O corpo de Márcio será velado na casa dele, no Jardim Armação, às 21h de hoje. A mãe dele chegará à noite da Espanha e irá transferir o corpo para a Espanha até o fim deste semana, onde será enterrado.


 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar