Polícia

Laudo sobre morte de policial na Paralela ficará pronto em 30 dias

Suicídio é a hipótese na morte de policial

Publicado em 20/10/2011, às 17h11        Redação Bocão News

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) confirmou na tarde desta quinta-feira (20), que o laudo sobre a morte do policial civil Jairo Santana Batista, 54 anos, ficará pronto em 30 dias. 
O policial foi encontrado com um tiro na cabeça, por volta das 23h40 de quarta-feira (19), no Posto 3, na Avenida Luiz Viana Filho (Paralela), dentro do seu carro, com um disparo de pistola ponto 40. A arma estava em seu colo.
Segundo nota da assessoria de comunicação da Policia Civil, as investigações preliminares do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apontam para suicídio a causa da morte do investigador. 
Segundo informações da policia, Já estava próximo do horário do fechamento do posto de gasolina quando um dos frentistas, desconfiado do veículo, uma caminhonete S-10, parado há várias horas, chamou o vigia para acompanhá-lo até o local. Ao constatarem que havia um homem morto dentro do veículo, eles imediatamente chamaram a polícia.
Jairo servia na Polícia Civil há 23 anos e, atualmente, estava na 2ª Delegacia Territorial (DT), na Lapinha. Desde que ingressou na polícia passou pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos Veículos (DRFFV), 3ª DT (Bonfim), 7ª DT (Rio Vermelho), 12ª DT (Itapuã), 18ª DT (Camaçari) e 28ª DT (Nordeste de Amaralina).

Classificação Indicativa: Livre