Polícia

Polícia pede prisão e indicia Jairinho e Monique pelo homicídio do garoto Henry

[Polícia pede prisão e indicia Jairinho e Monique pelo homicídio do garoto Henry]
03 de Maio de 2021 às 17:52 Por: Reprodução // Polícia Civil Por: Redação BNews

A Polícia Civil do Rio concluiu na tarde desta segunda-feira (3) a investigação envolvendo o assassinato do garoto Henry Borel, morto na madrugada de 8 de março no apartamento da família na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. 

O inquérito será encaminhado nas próximas horas ao Ministério Público do Rio. Os investigadores pedem à Justiça a prisão preventiva do vereador Dr. Jairinho (sem partido) e da professora Monique Medeiros, padrasto e mãe do menino que completaria 5 anos hoje. Eles foram indiciados pelo crime de homicídio duplamente qualificado — com emprego de tortura e recursos que dificultaram a defesa da vítima.

Laudos complementares, como os dados do celular do parlamentar, foram anexados ao procedimento, segundo o Uol. Jairinho e Monique estão presos desde 8 de abril por suspeita de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas. Padrasto e mãe do menino responderão pelo crime de tortura em decorrência das agressões ocorridas em 12 de fevereiro, confirmadas com base nas mensagens trocadas entre Monique e a babá da criança, que relatou agressões em tempo real. Jairinho ainda responderá por outro crime de tortura no dia da morte da criança.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar