Polícia

Família acusa PMs de causarem morte de bebê e deixarem mulher em estado grave após ação em Paripe

[Família acusa PMs de causarem morte de bebê e deixarem mulher em estado grave após ação em Paripe]
18 de Maio de 2021 às 13:30 Por: Reprodução/ RecordTV Itapoan Por: Redação BNews

A família de uma jovem de 22 anos acusa policiais militares de causarem a morte do bebê dela de sete meses e de deixá-la em estado grave após uma ação, na tarde de segunda-feira (17), em São Tomé de Paripe. A moça estava na frente de casa, vendendo salgados, quando teria sido atingida por três tiros que teriam sido disparados por membros da 19ª CIPM.

A jovem, que estava grávida de sete meses, acabou perdendo o bebê e está na UTI do Hospital do Subúrbio. O marido dela denuncia que policiais chegaram na rua atirando e depois disseram que foi troca de tiros.    

“Sou trabalhador e saio 4 horas da manhã de casa e chego de noite para dar uma vida melhor para a minha mulher e os meus filhos. Com que autoridade esses policiais chegam desse jeito, atirando? Atingiu com três tiros uma mãe de família. Ela tem dois filhos e ainda perdeu o nosso bebê. Esses policiais vão ficar à solta? Chegam aqui atirando e depois vão dizer que foi troca de tiros”, reclamou o marido, nesta terça-feira (18), em entrevista ao Balanço Geral.

Uma vizinha da jovem, que estava ao lado dela no momento dos tiros, contou que os policiais pararam o carro e um deles já desceu armado. Um rapaz teria corrido com medo e um PM teria começado a atirar, mesmo tendo crianças e outras pessoas na rua. “Faltou pouco para a minha filha ser atingida. A polícia é para nos defender, e não para nós corrermos de medo dela”, afirmou a mulher.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar