Polícia

PF prende dono de empresa de bitcoin por suspeita de pirâmide financeira em mansão no Rio

Reprodução / TV Globo

Publicado em 25/08/2021, às 08h14    Reprodução / TV Globo    Redação BNews

O dono da GAS Consultoria Bitcoin, Glaidson Acácio dos Santos, foi preso por suspeita de pirâmide financeira durante a Operação Kryptos deflagrada, na manhã desta quarta-feira (25). Agentes saíram para cumprir nove mandados de prisão e 15 de busca e apreensão no Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará e Distrito Federal. As medidas foram expedidas pela 3ª Vara Federal Criminal do Rio.

O caso é investigado pela Polícia Federal (PF), Ministério Público Federal (MPF) e Receita Federal. A força-tarefa encontrou Glaidson em uma mansão no Itanhangá, na Zona Oeste do Rio. Policiais apreenderam na casa reais, dólares e euros em espécie e até barras de ouro.

Glaidson prometia lucros de 10% ao mês nos investimentos em criptomoedas, mas sua empresa não tinha site nem perfis em redes sociais, e o telefone disponível na Receita Federal não funcionava.

“Nos últimos seis anos, a movimentação financeira das empresas envolvidas nas fraudes apresentou cifras bilionárias, sendo certo que aproximadamente 50% dessa movimentação ocorreu nos últimos 12 meses”, informou a PF.

A GAS era investigada há dois anos pelo esquema, mas se disfarçava de consultoria em bitcoins, uma moeda digital. A empresa de Glaidson tinha o maior número de investidores em Cabo Frio, na Região dos Lagos fluminense, que se tornou um paraíso dos golpes do tipo pirâmide financeira e ganhou até apelido de Novo Egito. Os fatos foram revelados pelo Fantástico, na TV Globo.


Classificação Indicativa: Livre