Polícia

Assassino de investigador da DAI é apresentado à polícia

Polícia Civil

Policial foi morto me fevereiro de 2012

Publicado em 07/06/2013, às 22h31    Polícia Civil    Redação Bocão News (Twitter:@bocaonews)

O traficante Thiago Silva Sampaio, 22 anos, acusado de assassinar o policial civil João Carvalho Silva, no dia 4 de fevereiro de 2012, em Salvador, foi apresentado nesta-feira (7), no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba. O investigador era lotado na Delegacia Para o Adolescente Infrator (DAI).

A delegada Mariana Ouais, da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), o delegado Glauber Ushiyama, doDepartamento de Narcóticos (Denarc), e o delegado Rusdenil Franco, do Departamento de Polícia do Interior (Depin) conduziram a apresentação do criminoso, capturado na terça-feira (4), na cidade de Jequié.

Thiago foi localizado por investigadores da Delegacia Territorial (DT), de Jequié, no Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), onde estava internado para tratar de um ferimento à bala sofrido em uma tentativa de assalto, da qual foi vítima, no dia 1º de julho. Ele tinha um mandado de prisão preventiva em aberto, solicitado à 2ª Vara do Tribunal do Júri pela delegada Mariana Ouais.

O crime

O policial João Carvalho foi morto quando estava a bordo de um veículo Voyage, de cor branca, de sua propriedade, estacionado em frente ao Centro Empresarial Aurélio Leiro, na Avenida ACM. Ele aguardava a mulher sair de uma consulta médica. Thiago e o comparsa Valdinei Barbosa Felício se aproximaram para roubar o carro. Os criminosos atiraram no investigador ao notarem que ele estava armado. Valdinei tem mandado de prisão em aberto e é procurado.

Testemunhas ouvidas pela polícia disseram que depois de matar o policial, a dupla fugiu em direção à localidade da Polêmica, na região de Brotas, onde se encontraram com um terceiro comparsa, Jefferson Santos da Cruz, o “Jefinho”, que já teve a prisão decretada pela Justiça. Os três fugiram em um veículo não identificado. Thiago seguiu para Jequié logo depois do crime. Ele será encaminhado ao Complexo Penitenciário da Mata Escura, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Classificação Indicativa: Livre