Polícia

Preso marido que esquartejou mulher

Publicado em 26/01/2011, às 09h52   Redação Bocão News


FacebookTwitterWhatsApp

Foi preso na tarde desta terça-feira (25), no município Guaratinga, homem que esquartejou a mulher em Guaratinga. O crime aconteceu no último dia 14.

A lavradora Noélia de Jesus, 40, foi morta dentro de casa, no distrito de Barra Nova, Zona Rural do município. O corpo foi levado para um rio, que fica a 300 metros do local, onde foi esquartejado. Pedaços do corpo foram jogados na água e encontrados por banhistas.

O trabalhador rural Josevaldo Costa Teles, 37, marido da vítima, acusado de cometer o crime, estava foragido há cerca nove dias. Ele foi detido pela Polícia Militar no bairro Antonio Costa, periferia da cidade, após denúncia anônima.

Em depoimento, Josevaldo confessou o crime e contou que morava com Noélia há um ano. Nesse período, frisou, houve pelo menos quatro separações. Segundo ele, a mulher era viciada em crack e quando consumia a droga ficava violenta. Ainda segundo o acusado, a vítima teve outros maridos antes dele e agrediu a todos com golpes de faca.

Mas o assassinato, revelou Josevaldo, foi motivado por traição. Após uma briga, quando retornou para casa, no último dia 14, a mulher estava com outro homem em sua cama. Neste momento, da confusão, ele tentou matar o homem, a mulher o teria ferido com uma faca. O amante fugiu e ele agrediu a mulher com um pedaço de madeira. Segundo ele, ela morreu na hora. Em seguida, Josevaldo contou que levou o corpo para a cachoeira próximo a localidade em que moravam e cortou em pedaços com um facão, lançando-os no Rio dos Frades.

Para justificar o seu crime, Josevaldo alegou apenas que na “hora da raiva você faz coisa que ninguém entende”.

O assassino disse que logo depois de  esquartejar a mulher fugiu para um local deserto e que só ficou sabendo que o corpo foi achado, nesta segunda-feira, quando chegou à Guaratinga. Ele já pretendia fugir pra sua cidade de origem, Barra do Rocha, município da Região Cacaueira.

Durante todo esse tempo ele ficou em uma casa abandonada na Serra do Bolo, perto de Barra Nova. Segundo ele, comendo apenas jaca e banana. Josevaldo, que não tinha passagem pela polícia, será indiciado por homicídio qualificado.

Fotos e informações são do Radar 64

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp