Polícia

Morte de ambientalista: “não creio que foi por denúncias de crime ambiental”

[Morte de ambientalista: “não creio que foi por denúncias de crime ambiental”]
21 de Março de 2014 às 06:06 Por: Adelia Felix (Twitter: @adelia_felix)


Em conversa com o Bocão News na manhã desta quinta-feira (20), o coordenador do Parque das Dunas e da Universidade Livre das Dunas e Restinga do Salvador (Unidunas), Jorge Santana, lamentou a morte do amigo e ambientalista Ivo Barreto do Couto Filho, 48 anos, assassinado a tiros na tarde da última quarta-feira (19), no bairro de Nazaré, por volta de 14h. “Era uma pessoa que se dedicava aos problemas do mar. Era uma pessoa prestativa. Fiquei muito triste, muito sentido quando soube o que aconteceu”, diz.

À reportagem do site, o coordenador do Parque das Dunas detalhou ainda que Ivo Bacana, como a vítima era conhecida, contribuiu muito na luta pelas causas ambientais em Salvador.  “Nos ajudou muito nas questões ambientais. É uma perda muito grande que temos em nosso meio. Nos deixa muito abalados”, lamenta.

Segundo as primeiras informações levantadas pela polícia, um homem armado entrou no estacionamento Market e anunciou o assalto. Ele pediu que todos entregassem os celulares e depois atirou quatro vezes contra a vítima. Ivo chegou a ser socorrido para o Hospital Santa Izabel, mas já chegou sem vida na unidade de saúde.

Para Jorge Santana, ele foi vítima da falta de segurança. “Eu não acredito que tenha correlação com as denúncias voltadas para o meio ambiente que ele fazia. Ele só defendia o que conhecia. A polícia tem que tomar atitude. É precipitado fazer essa relação”. Jorge finaliza dizendo que quando voltar de Brasília vai procurar.


Publicada no dia 20 de março de 2014, às 13h47
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar