Denúncia

Dois meses após ter carro apreendido em operação, homem ainda aguarda liberação do veículo

[Dois meses após ter carro apreendido em operação, homem ainda aguarda liberação do veículo]
10 de Junho de 2021 às 09:30 Por: Divulgação / SSP-BA Por: Beatriz Araújo

Um homem que teve seu carro apreendido durante uma operação de combate ao tráfico de drogas realizada pela Polícia Civil no bairro da Boca do Rio, em Salvador, no dia 17 de abril, relata as dificuldades que vêm passando para conseguir recuperar seu veículo. 

De acordo com o caldeireiro industrial Jackson Rossi Santos, ele dava carona ao pai de um parente e um conhecido, quando teve seu carro abordado por policiais na localidade conhecida como Barreiro. Na ocasião, a equipe identificou uma arma com um dos homens que estava de carona com Jackson que, segundo ele, é um ex-policial. Após vistorias no veículo, os policiais acabaram encontrando uma segunda arma escondida em um dos compartimentos do carro, que está registrado no nome do seu irmão. 

“Eu não imaginei que eles estavam armados, senão nem tinha dado carona. Dois caras armados dentro do carro me prejudicam. Só que aí teve essa operação, aí os caras abordaram o carro, revistaram e encontraram a arma que ele deixou entocada em algum local do carro lá”, relatou o denunciante sobre o episódio. 

“O carro foi pro DHPP [Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa], cada um assumiu sua arma, mesmo assim eu ainda fiquei lá, passei praticamente um dia lá e ainda fui autuado por associação ao crime, sendo que isso não é associação ao crime”, acrescentou. 

Ainda segundo Jackson, além do carro, seus documentos pessoais, entre eles a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), cartões de crédito e aparelhos eletrônicos também ficaram retidos no DHPP. Dos materiais apreendidos pela polícia, o denunciante informa que cerca de um mês após o ocorrido, somente seus documentos foram liberados. 

O carro, até o momento, não foi devolvido ao proprietário, que cobra da polícia uma explicação para manter o veículo apreendido por quase dois meses. 

Questionada pela reportagem acerca dos motivos que levaram à apreensão do veículo e qual seria o prazo para a conclusão das investigações, a assessoria de comunicação da Polícia Civil se limitou a dizer que não tem detalhes sobre o assunto. 

“O carro está apreendido enquanto aguarda o resultado da perícia. Os laudos periciais são elaborados pelo Departamento de Polícia Técnica e não teremos mais detalhes sobre esse caso”, afirmou em nota.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar