Denúncia

Idoso compra carro em grande concessionária de Salvador e filho vai preso por irregularidades no veículo

[Idoso compra carro em grande concessionária de Salvador e filho vai preso por irregularidades no veículo ]
20 de Julho de 2021 às 14:26 Por: Reprodução/ RecordTV Itapoan Por: Redação BNews

Um idoso decidiu comprar um veículo seminovo em uma grande concessionária de Salvador para não ter nenhum tipo de dor de cabeça com o carro. No entanto, ele não imaginava que o automóvel ficaria preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) após os agentes verificarem que o chassi e o motor estavam adulterados.

Ariosvaldo Matos deu o seu carro de entrada e completou com suas economias para conseguir comprar o automóvel na concessionária Grande Bahia, localizada na Avenida Magalhães Neto. O veículo estava sendo utilizado para complementar a renda do idoso e para o filho dele trabalhar como motorista por aplicativo. 

O problema começou no último dia 5, quando o filho de Ariosvaldo voltava de uma viagem e foi parado em Vitória da Conquista. Diante das irregularidades encontradas pelos policiais no chassi e no motor do veículo, o rapaz ficou dois dias preso e a família, por sua vez, angustiada sem notícias dele.

Mesmo procurando a concessionária com o laudo da PRF na quinta-feira (15), ele contou ao programa Balanço Geral que a empresa se nega a resolver o problema e ainda teria sugerido que as alterações no chassi e no motor teriam sido realizadas após a compra. O carro, inclusive, continua apreendido.

O advogado de Ariosvaldo, Otto Lopes, destacou que a vistoria do veículo foi feita através de um despachante da concessionária, serviço que é cobrado. “Ele paga todas as parcelas do financiamento em dia e não tem nenhum motivo para ter feito a adulteração. Inclusive, os números que a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Civil dizem ser adulterados são os mesmos constantes no documento de entrega do veículo ao meu cliente, ou seja, se teve a adulteração foi anterior à compra e não posterior”, detalhou o advogado em entrevista ao BNews nesta terça-feira (20). Ele adiantou que, se a Grande Bahia continuar se negando a resolver a situação, seu cliente entrará na Justiça solicitando danos morais e materiais.

A concessionária informou ao BNews que o processo de compra do veículo se deu dentro dos mais rigorosos e rígidos protocolos de venda. “O automóvel passou pela vistoria obrigatória do Detran-BA, na ocasião, conforme laudo emitido em 07 de agosto de 2020 pelo órgão, possibilitando dessa forma sua transferência para o comprador e atestando a índole e a idoneidade de nossa empresa”, alegou a Grande Bahia.

A empresa acrescentou que, quase um ano após a aquisição do veículo, a concessionária se solidariza com os transtornos pelos quais passou o filho do cliente, no início deste mês. “Desde que tomou conhecimento do assunto, a Grande Bahia vem solicitando os documentos necessários dos órgãos de trânsito e policiais de Vitória da Conquista para compreender o que realmente houve com o objetivo maior de não deixar desassistido o seu cliente”, destacou.

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar