Polícia

Marinheiro armado abandona posto na Base Naval e ameaça "fazer uma besteira"

[Marinheiro armado abandona posto na Base Naval e ameaça
Por: Reprodução/Ilustrativa Por: Redação BNews 0comentários

Um marinheiro da Marinha de Guerra do Brasil, identificado como Gabriel Wilhen Borchers, abandonou uma das guaritas do aquartelamento na Base Naval de Aratu, em São Tomé de Paripe, na madrugada desta segunda-feira (8). O desaparecimento foi registrado no Centro Integrado de Comunicação da polícia (Cicom).

Nesta manhã, a informação passou a circular como alerta em grupos de WhatsApp. De acordo com o registro, o marinheiro deixou o posto de serviço portando um fuzil 7.62, com 20 munições e um rádio transmissor portátil. Antes de deixar o local, Gabriel teria dito para um colega "que iria fazer uma besteira".

A ausência do marinheiro foi notada após a meia-noite. Guarnições fizeram rondas nas imediações da Base, inclusive na residência do militar, porém, ele não foi localizado.

Mobilização

Procurada, a Assessoria de Comunicação do Comando do 2º Distrito Naval confirmou a ocorrência e emitiu o seguinte comunicado: "A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 2º Distrito Naval, informa que, na madrugada do dia 08 de julho, foi constatado o desaparecimento de um militar de serviço na Base Naval de Aratu, junto com o fuzil modelo FAL, calibre 7.62, um carregador com 20 munições e um rádio PRC, marca Motorola. O fato foi registrado junto à Polícia Militar do Estado da Bahia (PMBA) e o Boletim de Ocorrência lavrado na 5ª Unidade de Polícia Civil, localizada no bairro de Periperi, subúrbio ferroviário de Salvador-BA. Adicionalmente, a Polícia Federal, a PM-BA e a Polícia Civil encontram-se mobilizadas para a resolução da situação".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas