Polícia

Associação Geral dos Taxistas afirma que colega foi morto em "emboscada"

[Associação Geral dos Taxistas afirma que colega foi morto em
Por: Leitor/ Bnews Por: Aline Reis 0comentários

A Associação Geral dos Taxistas (AGT) emitiu uma nota sobre um taxista vítima de homicídio na Avenida Barros Reis, na noite desta quarta-feira (12). De acordo com o comunicado, a motivação ficou esclarecida conforme apuração do órgão. 

Para eles, se tratou de uma ‘emboscada’ por desentendimentos constantes com um primo e uma mulher e a possibilidade inicialmente apurada de latrocínio teria sido descartada. 

As guarnições da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) teriam conseguido prender em flagrante os suspeitos do crime. 

O presidente Denis Paim confirmou o fato por telefone ao BNews. Ele ainda ressaltou o alto nível de insegurança que a categoria vem sendo acometida este ano. “Em janeiro, tivemos 48 taxistas assaltados e esse mês 27, ou seja, mais de 70 crimes e não temos nenhuma perspectiva desse número diminuir, pois a sensação de insegurança é constante, inclusive, durante o dia”, lamentou Denis. 

Confira a nota na íntegra:

À AGT - Associação Geral dos Taxistas através do seu presidente Denis Paim, vem transmitir para a categoria a realidade dos fatos. Somente agora as 23:00h ficou esclarecido os motivos da execução do taxista António. Nosso colega António Jorge de Souza Gomes Júnior de alvará A -5623 foi vítima de homicídio após desentendimentos constantes com um primo e o mesmo armou junto com uma mulher uma emboscada para assassinar o taxista no início da noite de hoje na região da Barros Reis. Descartando a possibilidade de latrocínio.  
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas