Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Privacidade para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Polícia

Policiais civis decidem paralisar dia 11 e anunciam carreata por melhores condições de trabalho na pandemia

[Policiais civis decidem paralisar dia 11 e anunciam carreata por melhores condições de trabalho na pandemia]
Por: Arquivo BNews Por: Pedro Vilas Boas 0comentários

Policiais civis decidiram paralisar as atividades no estado na próxima terça-feira (11) para reivindicar melhores condições de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus. Também está marcada para ocorrer uma carreata em direção à Governadoria, no CAB, onde será protocolado um documento com as queixas.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), Eustácio Lopes, a categoria apresentou uma série de reinvidicações à instituição, mas não foram atendidos.

Entre as demandas, revezamento de agentes nas delegacias, controle de acesso de pessoas, higienização dos espaços e viaturas e EPIs para os policiais. Ainda segundo Lopes, a testagem que estava sendo feito por meio do convênio com o Planserv foi suspensa após o afastamento de policiais contaminados com o novo coronavírus.

De acordo com o sindicato, já são 483 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus entre os policiais civis. Desse total, 6 já morreram vítimas da covid-19.

"Na paralisação dia 11 estarão todas as associações da Polícia Civil protestando pela falta de implementação do protocolo de biossegurança. A concentração será em frente ao prédio da Polícia Civil até a governadoria", disse o presidente do Sindpoc, em entrevista ao BNews.

Lopes também informou que o sindicato acionou o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Apesar da paralisação, a categoria é obrigada a funcionar com 30% do efetivo, para flagrante e levantamento cadavérico.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, que informou que não houve comunicação formal sobre a paralisação. "Sobre os outros questionamentos a PC já respondeu em outras demandas e não vai mais se posicionar", ainda afirmou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas