Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Polícia

Vídeo: Seis policiais do Lobato são presos e conduzidos para a Corregedoria Geral

[Vídeo: Seis policiais do Lobato são presos e conduzidos para a Corregedoria Geral]
26 de Outubro de 2020 às 11:45 Por: Marcelo Castro Por: Redação BNews

Seis policiais lotados na 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lobato) foram presos e conduzidos em um ônibus do Batalhão de Choque para a sede da Corregedoria Geral da Polícia Militar, no bairro de Amaralina, em Salvador, na manhã desta segunda-feira (26).

Entre eles, está um tenente. Inicialmente a informação era de que nove PMs tinham sido presos, mas a SSP afirmou que foram seis policiais e um homem, que não é policial.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as prisões ocorreram no âmbito da Operação Batedor, liderada pela força tarefa de combate à corrupção da pasta.

Os policiais são acusados de extorsão mediante sequestro, cometidos a maior parte das vezes na região do Subúrbio Ferroviário de Salvador, segundo a SSP. Os mandados de prisão foram expedidos pela Vara de Auditoria Militar e 13ª Vara Criminal, após três meses de investigação.

A ação teve a participação das corregedorias da Secretaria da Segurança Pública, da Polícia Militar e da Polícia Civil, dos departamentos de Polícia do Interior  (Depin) e de Inteligência (DIP) e da Coordenação de Operações Especiais da Polícia Civil, além do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Uma arma e celulares foram apreendidos.

Conforme apuração no local, um policial militar da 18ª CIPM/Periperi também está envolvido e quando foi abordado pelos policiais em casa, conseguiu evadir fuga. 

Inicialmente, a informação era de que nove policiais militares fora presos, mas foi corrigida pela SSP-BA.

 

Assista:

 
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso