Polícia

Preso foragido da Operação Graft; grupo fraudou licitações na prefeitura de Euclides da Cunha

Divulgação / Ascom

Homem preso é suspeito de integrar grupo que fraudou licitações na prefeitura de Euclides da Cunha

Publicado em 06/08/2022, às 14h33 - Atualizado às 14h33    Divulgação / Ascom    Redação BNews

Foi preso na madrugada deste sábado (6), em Itaberaba (BA), o investigado que estava foragido da Operação Graft, deflagrada na última quarta-feira (4), pelo Ministério Público da Bahia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A prisão foi realizada pelo 11° Batalhão da Polícia Militar de Itaberaba.
O homem foi detido com R$ 6 mil em espécie. Agora, todos os dez mandados de prisão preventiva foram cumpridos. 
A operação investiga esquema de fraudes seriadas e sistêmicas em procedimentos de licitações realizados pela Prefeitura de Euclides da Cunha, através de manipulações das informações nos Diários Oficiais do Município, a fim de afastar possíveis empresas concorrentes.

De acordo com o MP-BA, a ação criminosa inviabilizava a publicidade das licitações, impossibilitando que empresas não envolvidas nas fraudes tivessem conhecimento da realização da sessão de licitação. Somente após a realização da sessão da licitação fraudada, que se inseria, retroativamente, o documento na plataforma dos Diários Oficiais da Prefeitura, forjando uma falsa publicidade.

O Ministério Público diz ainda que foram identificadas, ao longo dos anos de 2020 e 2021, pelo menos, 14 procedimentos licitatórios fraudulentos, cujos valores se aproximam a R$ 5 milhões, dos quais R$ 3,1 milhões não chegaram a ser contratados em razão de ação preventiva do MP junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). O esquema funciona há pelo menos dois anos.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre