Política

Após ficar em silêncio duas vezes, Costa volta a depor a CPI

[Após ficar em silêncio duas vezes, Costa volta a depor a CPI]
05 de Maio de 2015 às 07:00 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
A CPI da Petrobras deve ouvir na tarde desta terça-feira (5), na Câmara dos Deputados, o ex-diretor de Refino e Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, um dos principais delatores da Operação Lava Jato. Preso em regime domiciliar no Rio de Janeiro, o ex-dirigente da petroleira foi autorizado pela Justiça a viajar a Brasília, sob escolta da Polícia Federal (PF), para prestar seu terceiro depoimento aos parlamentares.
 
Costa foi preso em março do ano passado, na deflagração da Lava Jato, acusado de receber propina de fornecedores da Petrobras para facilitar a contratação dessas empresas. Depois de colaborar com a Justiça, ele foi autorizado a ficar preso em casa, monitorado por uma tornozeleira eletrônica.
 
Em setembro, o ex-diretor de Refino e Abastecimento esteve na CPI mista, formada por deputados e senadores, mas se recusou a responder às perguntas dos parlamentares. Três meses depois, em dezembro, ele retornou à CPI mista para uma acareação com o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró. Em seu acordo de delação premiada, Costa revelou que o ex-colega foi um dos beneficiários do esquema de corrupção que agia na Petrobras, mas Cerveró sempre negou as acusações.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar