Política

Dono OAS vai ficar calado na CPI, diz colunista

[Dono OAS vai ficar calado na CPI, diz colunista]
21 de Maio de 2015 às 08:37 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Leo Pinheiro, foi orientado a ficar calado em seu depoimento na CPI da Petrobras na semana que vem, de acordo com informações do colunista Lauro Jardim. É exatamente a mesma estratégia usada nos interrogatórios na Justiça paranaense.

No mês passado, acreditava-se que Pinheiro estava disposto a revelar os detalhes de ao menos três casos que evidenciam a relação de cumplicidade entre o ex-presidente Lula e os responsáveis pela empreiteira: a reforma de um sítio em Atibaia (SP), as obras do prédio onde fica o tríplex de Lula no Guarujá (SP) e a obtenção de um emprego para o marido de Rosemary Noronha, que desfrutava da intimidade do ex-presidente. Nos três casos, a OAS prestou favores a Lula.

De acordo com informações publicadas pela Folha em dezembro do ano passado, Léo Pinheiro,monitorou pessoalmente o andamento da CPI da Petrobras no Congresso e pediu uma lista de deputados e senadores que miravam os contratos das empreiteiras com a estatal. A Polícia Federal apreendeu no apartamento de Pinheiro o plano de trabalho da comissão e um e-mail com os nomes dos parlamentares que pediram na CPI documentos sobre as construtoras e as obras da refinaria Abreu e Lima, das quais a OAS participava.
 
Leo Pinheiro deixou o Complexo Médico-Penal (CMP), na região metropolitana de Curitiba, no final do mês passado. após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de conceder prisão domiciliar a nove empreiteiros investigados na Operação Lava-Jato.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar