Política

"A oposição não tem programa para o Brasil” afirma José Sérgio Gabrielli

["A oposição não tem programa para o Brasil” afirma José Sérgio Gabrielli]
24 de Maio de 2015 às 12:43 Por: Bocão News // Arquivo Por: Vinícius Ribeiro (Twitter: @vin_ribeiro)

O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, critica a ofensiva da oposição contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Segundo Gabrielli, que participou na manhã deste sábado (23) de um debate entre movimentos sociais, em Nazaré, as manifestações que vêm ganhando força no País servem como cortina de fumaça para a falta de proposta dos opositores. 

"A oposição não tem programa para o Brasil, e ela não tem outra alternativa a não ser bater em duas questões: a derrubada da presidente Dilma, que é uma atitude golpista, e a luta contra a corrupção que todo mundo é contra, nós todos somos contra. Mas você ser apenas contra a corrupção não resolve os problemas, você tem que ser contra e colocar a polícia e a Justiça pra punir os corruptos", disse ao Bocão News, enfatizando o trabalho realizado pela Polícia Federal durante o governo petista.

Ainda de acordo com o ex-gestor da estatal, o foco na Lava Jato e o pedido de impeachment da petista é uma tentativa de transformar as questões "em uma batalha política".

Ação americana

Indagado sobre a ação movida por um escritório dos Estados Unidos, que alega que a Petrobras violou a legislação americana ao omitir um esquema multibilionário de corrupção, suborno e lavagem de dinheiro, Gabrielli se esquivou da culpa.

“Não existe nada contra mim. Existe uma ação contra a Petrobras e contra os dirigentes dela e que eu era o presidente. Ninguém é réu nestas ações, é uma acusação do acusador. O juiz vai definir ainda se vai ter réu ou não vai ter”, explicou.

Matéria originalmente postada dia 23

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar