Política

Aeroporto de Feira foi negociado entre "acordo de primos", diz jornal

[Aeroporto de Feira foi negociado entre "acordo de primos", diz jornal]
25 de Maio de 2015 às 07:01 Por: Divulgação Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
Matéria da Folha de S. Paulo informa que a concessão do aeroporto de Feira de Santana foi "um negócio de família", "entre primos", arrematado por um consórcio liderado pela UTC - investigada na Operação Lava Jato -, do baiano Ricardo Pessoa. 
 
O contrato, segundo informações da matéria, foi de maio de 2013, entra a AFS (consórcio que incluiu a UTC e a empresa Sinart) e a Agerba, empresa reguladora do governo da Bahia e dirigida, desde 2011, por Eduardo Harold Pessoa - primo do empreiteiro baiano, Ricardo Pessoa, dono da UTC. 
 
Eduardo pessoa foi nomeado para a Agerba em 2011, por Jaques Wagner (PT). No ano anterior, a UTC deu R$ 2,4 milhões para a campanha de Wagner à reeleição. Procurado pela Folha, o diretor da Agerba disse não só ser primo de pessoa, mas também "amigo pessoal". Wagner disse que não saber do parentesco entre os dois e preferiu não falar sobre o caso.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Publicada no dia 24 de maio de 2015, às 17h
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar