Política

Martelo batido: PP e PDT lançarão candidatos separados

A incógnita, segundo o líder do PDT na Bahia, é o apoio do PR

Publicado em 19/07/2016, às 19h37        Alexandre Galvão

A reunião desta terça-feira (19) entre PP, PDT, PT, PR e PTN sacramentou que a sigla do vice-governador João Leão e a sigla do deputado federal Félix Mendonça Jr. terão candidatos em Salvador. Desta forma, o governador Rui Costa  (PT) terá três palanques na capital.
Em contato com o Bocão News, Félix Mendonça Jr. disse que as conversas de hoje sacramentaram diferenças entre o PDT e o PP. “O PP, como é mais rico, disse que já está com agência e tudo. Vão montar uma agência interna para Claudio Silva. O PDT é mais pobre. Não tem dinheiro para isso”, relatou.
Ainda de acordo com Félix, outro fator que já está definido é o apoio do PTN ao PP. “Nunca conversamos com ele. Eles já estão com o PP”, apontou.
A incógnita, segundo o líder do PDT na Bahia, é o apoio do PR. “O PR conversou com os dois (PDT e PP). Estamos trabalhando para atrair eles”, afirmou. 
O casamento com o PR seria fundamental para alargar o tempo de TV do Pastor Sargento Isidório – pré-candidato do PDT em Salvador. Se há indefinição com os republicanos, o papo com o PSL parece estar mais encaminhado. 
“Eles já ofereceram apoio e amanhã eu converso com Trindade”, disse Félix. 
PROPORCIONAL – Segundo o deputado, na coligação proporcional, o PDT deve montar uma chapa única com os “parceiros” que aderirem à majoritária. 
Matérias relacionadas:

Classificação Indicativa: Livre