Política

Jucá pede desculpas por citar suruba e diz que se referia à música dos Mamonas

Publicado em 22/02/2017, às 06h58   Redação Bocão News



O senador e líder do governo no Congresso Nacional, Romero Jucá (PMDB-RR), pediu desculpas, nesta terça-feira (21), depois de ter usado a palavra suruba para se referir à proposta de restringir o foro privilegiado para processos judiciais envolvendo agentes públicos.

"Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada", disse o peemedebista em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

O braço direito de Temer no Congresso disse que sua declaração fora retirada de contexto. Alegou haver citado a música da banda Mamonas Assassinas, Vira-vira, para fazer referência ao termo suruba, mas que a reportagem do diário paulista não registrou tal fato.

O jornal diz, contudo, que a entrevista foi integralmente gravada e presenciada por outras pessoas, e que o senador não fez qualquer referência à música dos Mamonas.

Notícia relacionada:

Foro não pode ser ‘suruba selecionada’, afirma senador Romero Jucá

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp