Política

Delatores apontam que conta do PT com Odebrecht recebeu R$ 324 mi em 5 anos

[Delatores apontam que conta do PT com Odebrecht recebeu R$ 324 mi em 5 anos]
15 de Maio de 2017 às 06:25 Por: Reuters/Reprodução Por: Redação BNews

Delatores da Odebrecht apontam que a empreiteira abasteceu a conta corrente do PT com R$ 323,5 milhões entre 2009 e 2013. Os valores eram repassados na medida em que interesses da empresa, a exemplo de aprovação de medidas provisórias e obtenção de financiamento, eram atendidos nos governos petistas.

Segundo os investigadores, os repasses foram registrados em uma planilha chamada "Posição Programa Especial Italiano", uma referência ao ex-ministro Antonio Palocci. A planilha, que perdurou ao menos até 2014, teve início, segundo delatores, quando Palocci pediu dinheiro para a campanha municipal do PT em 2008. O herdeiro do grupo, Marcelo Bahia Odebrecht, respondeu que descontaria esse valor do total acertado como contribuição da empresa para a eleição presidencial de 2010.

Em 2011, de acordo com Marcelo, a gerência da conta Italiano passa para o então ministro da Fazenda, Guido Mantega. O saldo da época foi reabastecido com R$ 127 milhões para financiar a campanha de Dilma em 2014, e a conta passou a se chamar Pós-Itália. 

Em 2013, foi criada uma subconta denominada Amigo para bancar interesses de Lula. O ex-executivo diz que o crédito de R$ 35 milhões veio do que sobrou da contribuição da Odebrecht para a campanha de 2010 e bancou doações ao Instituto Lula e pagamentos em espécie. O levantamento dos valores repassados e mencionados por delatores foi feito pelo jornal Folha de S. Paulo. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar