Política

Acusada de criar email secreto, Dilma tinha paranoia de ser grampeada

[Acusada de criar email secreto, Dilma tinha paranoia de ser grampeada]
16 de Maio de 2017 às 07:30 Por: Reprodução Por: Redação BNews
 
Pessoas próximas da ex-presidente Dilma Rousseff acreditam na possibilidade de ela ter criado um e-mail só para falar com Mônica Moura, mulher de João Santana, de acordo com a colunista Monica Bêrgamo. 
 
A publicação detalha que a petista tinha paranoia de ser grampeada, especialmente, em 2015, pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.
 
Ainda de acordo com a colunista, já a possibilidade de ela ter avisado os marqueteiros que eles poderiam ser presos, como diz Mônica Moura em sua delação, é considerada inverossímil pelos mesmos amigos.
 
A coluna afirma também que a preocupação de Dilma com a interceptação de sua comunicação era tão grande que por um período ela só se comunicava com o ex-marido, Carlos Araújo, por meio de cartas manuscritas entregues a ele por emissários.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar