Política

Doria é autorizado a internar usuários de droga à força; Promotoria recorrerá

[Doria é autorizado a internar usuários de droga à força; Promotoria recorrerá]
26 de Maio de 2017 às 19:21 Por: Reprodução Por: Folhapress
 
A Justiça acatou, nesta sexta-feira (26), em decisão liminar (provisória) o pedido feito pela gestão João Doria (PSDB) para internar dependentes químicos à força. A solicitação foi feita após as ações da prefeitura e do Estado na cracolândia, região central da capital paulista, desde o último domingo (21). O Ministério Público vai recorrer da decisão.
 
A decisão favorável contraria parecer do Ministério Público e da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, que entraram com pedidos na Justiça contra a solicitação do prefeito.
 
A decisão da Justiça dá poder para a prefeitura internar um viciado em drogas contra a sua vontade, desde que ele passe por uma equipe de médicos e psicólogos. Até então, era necessária aprovação da Justiça para cada caso. A gestão Doria também poderá retirar usuários da cracolândia e mandá-los para avaliação médica contra sua vontade.
 
Na última terça (23), quando a prefeitura encaminhou o pedido à Justiça, Anderson Pomini, secretário de Negócios Jurídicos, afirmou que a utilização da força seria a "última alternativa" para casos graves de dependência. A prefeitura não respondeu onde essas pessoas seriam internadas.
 
Apesar da decisão favorável, advogados consultados pela Folha apontam que a medida de Doria não tem amparo legal.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar