Política

Em conversa íntima no celular, Joesley e Bendine negociam presidência da Vale

[ Em conversa íntima no celular, Joesley e Bendine negociam presidência da Vale]
29 de Maio de 2017 às 18:57 Por: Redação BNews

Durante delação, o dono da JBS, Joesley Batista, contou a Procuradoria Geral da República que procurou o senador Aécio Neves para indicar Aldemir Bendine, que ele chama de Dida, ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, acusado pela Odebrecht de extorsão de R$ 17 milhões, para a presidência da Vale. O ato estava sob sua incumbência com o aval do presidente Michel Temer.

O Antagonista conseguiu a conversa entre os dois combinando um jantar bem como referiam-se ao aos R$ 40 milhões que Andrea Neves lhe pediu de contrapartida pela presidência da Vale. Depois da conversa, ele envia uma mensagem cifrada: "J, fiz o levantamento/valuation da empresa prospect. 40 eh um bom valor. Bem gerida, em um ano da para tirá-a de valor patrimonial para um múltiplo de, no mínimo, 8x."

Bendine parece concordar com a cifra e promete um retorno de 8 vezes em um ano. O dono da JBS, então, envia mensagem ao amigo explicando: "Presidência já foi, se funcionar uma diretoria pode escolher". Dida responde, contrariado: "Que merda". Ele agradece a "tentativa" e se despede.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar